Sexta-feira, 11 de Maio de 2012

O que está escrito a seguir é transcrito da Internet. A fotografia é do meu abcateiro.

 

Os abacateiros (Persea americana Mill.) são originários da América Central existindo variedades típicas de clima tropical e outras de zonas de altitude, logo condições de clima com temperaturas mais baixas.

Em Portugal já se observam muitas árvores cheias de fruto nesta época do ano.
Em termos de classificação, além do Persea americana, se não se sabe a origem, é complicado, senão vejamos:
Existem três variedades nativas:
- Antilhana
- Mexicana
- Guatemalteca.
Dentro de cada variedade existem cultivares próprios de cada uma.
Existe um quarto grupo de híbridos, sendo os mais comuns, Guatemaleca x Antilhana ou Guatemalteca x Mexicana.
E dentro destas mais uma série de variedades.
A variedade da fotografia fica à espera de melhor classificação, o fruto tem um tamanho normal, se a carga for muito grande, dá frutos mais pequenos. Casca dura, de cor roxa escura quando madura e rugosa, com pequenas “verrugas” salientes.
A história deste fruto, tem origem no facto do autor deste blog ter ido a correr para apanhar um comboio em França e tê-lo… perdido.
Meia hora à espera do próximo, era muito tempo.
Havia um mercado do outro lado da estação, onde comprei 3 frutos ainda verdes, porque não os conhecia com estas “verrugas”. Amadureceram já em Portugal e um deles deu origem a esta árvore.
O problema da frutificação do abacateiro tem a ver com o tipo de flores que ele produz, não é o caso das flores femininas e masculinas, mas um pouco mais complicado.
Produz dois tipos de flores

Tipo A – A parte feminina está activa de manhã e inactiva de tarde e na manhã do dia seguinte funciona como flor masculina
Tipo B – A parte feminina está inactiva de manhã, activa da parte da tarde e funciona como masculina de manhã do dia seguinte.
Ou seja para existir frutificação deve haver no mínimo duas espécies, uma que produza flores do tipo A e outra que produza flores do tipo B.
Existe uma nota sobre este tipo de floração que não consegui ainda um esclarecimento total, diz ele “ Este ciclo floral mantém-se regular entre condições de temperatura admissíveis para a maior parte
das condições da cultura dos abacateiros”.
Isto tudo para dizer que esta árvore deu frutos sozinha, sem eu conhecer nenhum abacateiro à volta (o que não quer dizer que não existisse algum escondido). Daí a minha dúvida sobre o “ciclo floral”.
O Abacateiro em Portugal, e a sua floração, reagem mais à humidade que ao calor, começam a florescer nesta altura e o fruto demora cerca
de um ano a formar. Normalmente após a apanha dos frutos se o tempo se apresentar húmido e com uma temperatura mínima acima dos 10º aparecem as flores.
O facto de as flores aparecerem a temperaturas tão baixas leva-me àquestão da frase que citei. Se devido ao frio, não irão eles e elas juntarem-se
para aquecer.
 
OS FRUTOS

Abacate estrangeiro.

 

 Abacate Português.

 

Os dois abacates pequenos um é estrangeiro outro é Português. Os grandes são do meu abacateiro.

 

 

 


Tags:

Publicado por bcmantunes às 21:33 | link do post | deixe comentário

4 comentários:
De rouxinoldepomares a 12 de Maio de 2012 às 00:11
Mas que grande abacate o meu amigo tem...


De bcmantunes a 12 de Maio de 2012 às 00:33
Sem dúvida!
Há por aqui diversos mas nenhum dá abacates assim.
É a variedade que é assim.
Caríssimo António Manuel foi um prazer receber-te neste espacito.
Grande abraço,
Belchior Madeira Antunes


De Rosana a 11 de Abril de 2013 às 16:45
Alguém tem e-mail de contato do produtor do abacateiro?


De Antonio Vinicius Ozi Galvão a 7 de Janeiro de 2018 às 12:06
Parabéns pelos abacates e pelas fotos patrício. Aqui em minha terr, município de Capão Bonito/SP, Brasil, produzo uvas, bananas, laranjas e faço doces. Muito formosa a tua aldeia! Parabéns.


Comentar post

.mais sobre mim
.Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Artigos Recentes

. Festa de São Francisco de...

. Marina de Cascais Acolhe ...

. Cascais!

. Olhando a Baía de Cascais...

. Tenho Duas Notícias! Uma ...

. Nos Meus Passeios Ciclotu...

. Árvores Nossas Amigas e d...

. Amoras Silvestres, Serra ...

. Baía de Cascais

. Se Cuidarmos do que Neces...

. Frutos Tropicais

. Avô e Suas Varandas - Mir...

. Estoril, Malveira da Serr...

. O Caldo Verde

. Julho, Agosto, Setembro -...

.arquivos
.Tags

. aves(6)

. baía de cascais(2)

. cascais(4)

. cascais baía(2)

. eleições em pomares(2)

. estoril paredão(2)

. figos(2)

. foz da moura(3)

. gastronomia(7)

. madeiro de silvares(2)

. melros(3)

. monumentos(2)

. natal(4)

. natureza(2)

. ninhos(3)

. páscoa 2010 silvares(3)

. pomares(4)

. praia da poça(2)

. ruralidades(2)

. silvares fundão(7)

. todas as tags

.Visitas:

.links
.subscrever feeds
.algumas fotos: