Sexta-feira, 13.07.12

...

Foz da Moura estará em festa nos dias 27, 28 e 29 do mês de Julho de 2012.

Os festejos decorrerão junto da sede social da CFS, nos dias referidos, de acordo com o programa de festas anunciado no cartaz exibido da responsabilidade da Comissão de Festas de S. Francisco.

 

 



Publicado por bcmantunes às 02:05 | link do post | deixe comentário

Quinta-feira, 07.06.12

Veleiro que ostenta no casco EXPO 2020 DUBAI. Sempre bem vindos à Marina de Cascais.

 

 


Tags: ,

Publicado por bcmantunes às 09:09 | link do post | deixe comentário

Quarta-feira, 06.06.12

Estátua sobre a comemoração dos 500 anos dos descobrimentos Portugueses.

 

Aqui lê-se monumento pelos vistos é um monumento. Continuo a interrogar-me porque razão desperta pouco interesse em fotografar? Será por causa daquelas dua cavilhas mal amanhadas que tem no fundo da chapa de cobre?

 

Casa da Pérgola. Um recanto na Av. Visconde Valbom.

 

Acho que merece ser fotografada!

 

Capela de S. Sebastião. Localiza-se no jardim do Museu Conde de Castro Guimarães.

 

Museu Conde Castro Guimarães.

 

Museu Conde Castro Guimarães.

 

 



Publicado por bcmantunes às 21:10 | link do post | deixe comentário

Domingo, 03.06.12

Entrar em Cascais pelo lado da Cidadela.

 

Cidadela Cascais.

 

 

Marégrafo Cascais.

 

Um fim de tarde na Baía de Cascais.

 

Cascais e os desportos náuticos. Cascais está ligada aos desportos náuticos das mais variadas classes náuticas.

 

Os pormenores de uma competição exigente...

 

Cascais Baía.

 

Baía de Cascais de um sítio especial.

 



Publicado por bcmantunes às 08:43 | link do post | deixe comentário

Sábado, 26.05.12

 

A Boa Notícia!

 

Casa das queijadas de Oeiras. O liquido que está no copo em cima do balcão não é alcoólico. É um chá de frutos vermelhos. Framboesa e amoras silvestres.

 

 

A Má Notícia!

 

 

No melhor pano cai a nódoa! Não é neve ou qualquer outra coisa natural que cai dos céus!

Eu tinha ideia que o Concelho de Oeiras era imaculado. Afinal o aspecto desta rua de Oeiras não abona a seu favor. Pode comparar-se a outras do Concelho de Cascais!

A forma como os Munícipes aceitam estas situações é incrível. As muitas taxas que continuamos a pagar não serão suficientes para cobrir as despesas com a limpeza das ruas? Um pormenor... O lixo que se vê no canto inferior esquerdo da foto são detritos de defecação de cães, junto ao contentor, idem e outro monte que está ao fundo das escadas e que não foquei em virtude da enorme quantidade se poder tornar repugnante.

Nós, Munícipes, devíamos ter cuidado porque os animais não entendem e as ruas não são apenas de quem tem cães.

 



Publicado por bcmantunes às 00:42 | link do post | deixe comentário

Quarta-feira, 23.05.12

Em Julho do ano passado fui a Queluz. Há muito tempo que não passava por este local. Estação da CP Queluz-Belas. Esta Estação continua a ser de extrema importância para os habitantes de Queluz e de Belas, embora existam boas vias rodoviárias de ligação a Lisboa, principal destino dos utilizadores do comboio.

A Estação de Queluz-Belas era das mais importantes ao longo da Linha de Rossio Sintra. Esta Estação tinha uma dupla função, de entrada e saída de passageiros mas também de distribuição de mercadorias.

 

Outra vista da Estação de Queluz-Belas.

 

Fotografei porque não aprecio este tipo de cenário que se prolonga no tempo depois de ter servido o objectivo a que se destina.

 

Registei o momento em que, casualmente, encontrei o amigo Marculino, ex-colega, que mora ali mesmo junto à Estação de Queluz. 

 



Publicado por bcmantunes às 00:47 | link do post | deixe comentário

Sábado, 19.05.12

 

 

Nem sempre é possível sermos simpáticos a falar dos assuntos. As árvores não têm culpa!

As árvores deveriam ser sempre amigas do homem e do ambiente.

Os moradores queixam-se com razão!

Os Munícipes, que são quem paga tudo, não têm que pagar para serem mal tratados.

A Câmara Municipal de Cascais deveria proceder à substituição das árvores que provocam tanto mal aos Munícipes.

Acredito que a Câmara Municipal de Cascais tem técnicos, sobre os quais recai a responsabilidade de estar atentos a situações idênticas em espaço público, com sensibilidade para observar tais situaçõs.

 

O arbusto que se vê ao centro é um loureiro. Se em vez de ávores maléficas para a saúde dos munícipes a Câmara Municipal de Cascais plantasse árvores úteis aos cidadãos... Abacateiros, carvalhos, castanheiros, figueiras, limoeiros, loureiros, nogueiras, Tílias, etc.

 

Como esta nogueira particular no centro do Estoril.

 



Publicado por bcmantunes às 16:20 | link do post | deixe comentário

Quarta-feira, 16.05.12

As amoras silvestres aparecem em todas as silveiras que crescem espontaneamente na Serra do Açor.

 

 



Publicado por bcmantunes às 19:10 | link do post | deixe comentário

Terça-feira, 15.05.12

Sobre a Baía de Cascais durante o dia e a noite são capturadas centenas ou milhares de imagens que percorrem mundo através das diversas câmaras de fotografia e de video.

Sem qualquer prtenção disparei. Como estava bastante encostado à muralha da Marina de Cascais não era possível avistar a baixa de Cascais.

 

 


Tags:

Publicado por bcmantunes às 22:24 | link do post | deixe comentário

Sábado, 12.05.12

Pereira ao Temporão, Foz da Moura.

 

 

Abençoada árvore que dá fruta que chega a atingir 600gr. Como diz o seu proprietário.

 

Trata-se da mesma pereira da foto anterior. 

 

Melão verde da lavra do Tó Zé.

 

Melões brancos da lavra do Tó Zé.

 

Dióspiros a crescer. Estes são meus.

 

Disópiros maduros. Se me descuidasse não os provava que os melros já andavam a papá-los.

 

 



Publicado por bcmantunes às 19:18 | link do post | deixe comentário

Sexta-feira, 11.05.12

O que está escrito a seguir é transcrito da Internet. A fotografia é do meu abcateiro.

 

Os abacateiros (Persea americana Mill.) são originários da América Central existindo variedades típicas de clima tropical e outras de zonas de altitude, logo condições de clima com temperaturas mais baixas.

Em Portugal já se observam muitas árvores cheias de fruto nesta época do ano.
Em termos de classificação, além do Persea americana, se não se sabe a origem, é complicado, senão vejamos:
Existem três variedades nativas:
- Antilhana
- Mexicana
- Guatemalteca.
Dentro de cada variedade existem cultivares próprios de cada uma.
Existe um quarto grupo de híbridos, sendo os mais comuns, Guatemaleca x Antilhana ou Guatemalteca x Mexicana.
E dentro destas mais uma série de variedades.
A variedade da fotografia fica à espera de melhor classificação, o fruto tem um tamanho normal, se a carga for muito grande, dá frutos mais pequenos. Casca dura, de cor roxa escura quando madura e rugosa, com pequenas “verrugas” salientes.
A história deste fruto, tem origem no facto do autor deste blog ter ido a correr para apanhar um comboio em França e tê-lo… perdido.
Meia hora à espera do próximo, era muito tempo.
Havia um mercado do outro lado da estação, onde comprei 3 frutos ainda verdes, porque não os conhecia com estas “verrugas”. Amadureceram já em Portugal e um deles deu origem a esta árvore.
O problema da frutificação do abacateiro tem a ver com o tipo de flores que ele produz, não é o caso das flores femininas e masculinas, mas um pouco mais complicado.
Produz dois tipos de flores

Tipo A – A parte feminina está activa de manhã e inactiva de tarde e na manhã do dia seguinte funciona como flor masculina
Tipo B – A parte feminina está inactiva de manhã, activa da parte da tarde e funciona como masculina de manhã do dia seguinte.
Ou seja para existir frutificação deve haver no mínimo duas espécies, uma que produza flores do tipo A e outra que produza flores do tipo B.
Existe uma nota sobre este tipo de floração que não consegui ainda um esclarecimento total, diz ele “ Este ciclo floral mantém-se regular entre condições de temperatura admissíveis para a maior parte
das condições da cultura dos abacateiros”.
Isto tudo para dizer que esta árvore deu frutos sozinha, sem eu conhecer nenhum abacateiro à volta (o que não quer dizer que não existisse algum escondido). Daí a minha dúvida sobre o “ciclo floral”.
O Abacateiro em Portugal, e a sua floração, reagem mais à humidade que ao calor, começam a florescer nesta altura e o fruto demora cerca
de um ano a formar. Normalmente após a apanha dos frutos se o tempo se apresentar húmido e com uma temperatura mínima acima dos 10º aparecem as flores.
O facto de as flores aparecerem a temperaturas tão baixas leva-me àquestão da frase que citei. Se devido ao frio, não irão eles e elas juntarem-se
para aquecer.
 
OS FRUTOS

Abacate estrangeiro.

 

 Abacate Português.

 

Os dois abacates pequenos um é estrangeiro outro é Português. Os grandes são do meu abacateiro.

 

 

 


Tags:

Publicado por bcmantunes às 21:33 | link do post | deixe comentário | ver comentários (3)

Terça-feira, 24.04.12

Na estrada N230, entre a EN17 em Vendas de Galizes e Tortosendo, existe um pequeno espaço a que vulgarmente se chama Varandas de Avô ou miradouro. Deste lugar é possível avistar a povoação de Avô. Bem conhecida pela praia fluvial onde se cruzam a Ribeira de Pomares, Arganil e o Rio Alva.

A partir de Avô pode visitar-se a capela de São Pedro, que fica a cerca de 3 km de Avô, seguindo pela estrada EN342 em direcção a Arganil, virando à esquerda a cerca de 1 km.

http://rouxinoldepomares.blogs.sapo.pt/51821.html

Do Santuário de S. Pedro pode seguir-se para Anceriz e/ou para a Cruz (Cruz do Ferreiro) por estradas de terra batida, seguindo depois para Pomares, Arganil através da estrada M519 que liga Vila Cova de Alva a Anceriz e Pomares, Arganil.

 

Vista de Avô a partir do miradouro, ou varandas de Avô.

 

Avô vista da encosta a caminho de S. Pedro.

 

 

Igreja de Avô.

 

 

 



Publicado por bcmantunes às 00:10 | link do post | deixe comentário | ver comentários (2)

Domingo, 23.10.11

 

Saí de Estoril por: Alcabideche; Zambujeiro; Janes; Malveira da Serra; seguindo pela N247, Biscaia (cruzammento); Azóia (cruzamento), Pé da Serra; Almoçageme; Colares; Galamares; Sintra; São Pedro de Penaferrim; Linhó; Alcoitão; Estoril.

 

 

 

Fotografei o Hospital de Cascais porque não acho bem que se exija tanto em arquitectura para depois se permitir que a seguir tudo possa acontecer em redor de um edifício como o que está na imagem. Por outro lado, a envolvente congestionada pode prejudicar o bom funcionamento do Hospital. No estudo dos projectos preocupam-se muito com os aspecto paisagístico, depois é o que se vê. Com tantos placards de poblicidade nem se vê o edifício do hospital.

 

 

 

Janes é uma povoação que fica praticamente ligada a Malveira da Serra.

 

 

 

Na estrada N247, da Malveira da Serra para Azóia existe este fontanário onde se deve abastecer quem vai subir a Serra por esta estrada até Azóia.

 

 

Fotografei esta povoação para dizer que também na Serra de Sintra se sentem algumas dificuldades de acessos.

 

 

Feira de Almoçageme bem próximo de Colares.

 

 

À saída de Colares onde se inicia uma longa subida até São Pedro de Penaferrim.

 

 

A Charrete que habitualmente passeia os turistas em Sintra vinha a descer do centro da Vila.

 

 

 

Preparava-se para contornar a rotunda encaminhando-se para a zona da Várzea de Sintra para recolher depois de um dia de trabalho.

 

 

No final da subida que se inicia em Colares está a casa das queijadas de Sintra designada a Casa do Preto. É uma espécie de Pastéis de Belém lá do sítio. 

 



Publicado por bcmantunes às 01:37 | link do post | deixe comentário | ver comentários (3)

Quarta-feira, 21.09.11
 

CALDO VERDE EVITA O CANCRO

 

*Por Manuel Luciano da Silva, Médico*

*Muita gente sabe que o caldo verde é uma sopa de couve portuguesa, tipicamente do norte de Portugal Continental, mas muito divulgada por todo o país.*

*Couve é o nome genérico que se usa para descrever uma grande família de hortaliça caracterizada por folhas largas, esverdeadas e muito  ricas em nervuras, fibra e vitaminas. Existe uma variedade de couves: couve galega, couve lombarda, couve crespa, couve penca, couve tronchuda, couve bastarda, couve repolho, couve bróculo roxo, couve bróculo branco e até couve flor! Mas a couve preferida para se fazer o caldo verde, como deve ser, é a couve chamada galega, muito cultivada na Província do Minho em Portugal.*

*Na Nova Inglaterra os nossos emigrantes cultivam nos seus quintais a couve galega, depois de usar vários truques para passarem, contra a lei, na alfândega as sementes desta couve preferida. Na América há uma couve semelhante à galega que tem o nome de: "collards".*

*Devido às temperaturas negativas as couves galegas não se aguentam ao relento durante os meses de inverno e assim a nossa gente usa um tipo de couve crispada chamada "kale". Mas o caldo feito de "Kale" não é genuinamente caldo verde. Perde a sua característica, não pelo tipo diferente de couve, mas sim pelos ingredientes que as cozinheiras imigrantes lhe adicionam e que não devem fazer parte da receita do caldo verde.*

*Sucede que a composição da "kale soup" é muito complexa: além da couve ou "kale", leva carne de vaca, carne de porco, chouriço, ou linguiça, feijão, batata, cenoura, água, sal e mais não sei quê. Gostosa? Sim, senhor, mas é tão concentrada, é tão forte que até faz lembrar cimento armado ou entulho!...*

*Em contrapartida a receita do caldo verde é muito simples: água, sal, batata ralada, couves cortadas às tiras fininhas, azeite português e mais nada!*

*No entanto há muitas donas de casa que não sabem cozinhar o caldo verde como deve ser. Não fazem caldo verde para os seus familiares por que dá muita maçada a cortar as couves às tiras muito fininhas... Mas talvez a razão principal seja por as cozinheiras portuguesas na América pensarem que o caldo verde por ter tantas couves não tem nenhum valor nutritivo, não presta para nada! Como estais enganadas, minhas senhoras! *

*Se vos disser que de todos os cozinhados tipicamente portugueses o caldo verde é o melhor para a nossa saúde?! Que pensais se vos disser, como médico, que o caldo verde evita o cancro?! E se vos disser que o caldo verde evita os ataques do coração por reduzir no sangue o colesterol, pensais que é fantasia!? E se vos disser mais: que o caldo verde evita as pedras na vesícula e evita as hemorróidas?!*

*É caso para perguntardes: se isso é verdade, porque é que levou tanto tempo a descobrir que o caldo verde é tão milagroso?!*

*DOUTOR BURKITT*

*Na década de setenta o famoso médico inglês Burkitt chefiou um grupo de médicos da Grã Bretanha que foram para a África Central estudar as diferenças entre as doenças que existem na selva e na zona metropolitana de Londres.*

*Depois de estudos muito apurados o Dr. Burkitt veio a descobrir que existe no continente africano um tipo de cancro diferente que é causado por um vírus. Esta descoberta foi sensacional porque provou-se, pela primeira vez, que certos tipos de cancro podem ser causados por vírus. Em honra desta descoberta o mundo médico mundial passou a chamar a este tipo de cancro: Linfoma não-Hodgkin de Burkitt. *

*Revelo esta informação médica a respeito do Dr. Burkitt para os leitores melhor apreciarem o calibre das observações que a equipa do Dr. Burkitt veio a registar no que diz respeito às diferenças que existem entre a dieta dos nativos africanos e a dieta do povo londrino.*

*Primeiro os médicos ingleses verificaram que os nativos nunca tinham prisão de ventre, não contraiam cancro do recto, não tinham ataques do coração, não sofriam de hemorróidas, nem apendicite aguda!*

*Surpreendidos com estes factos os médicos britânicos constataram que os nativos africanos defecavam ou obravam, durante 24 horas, um volume, QUATRO VEZES maior do que qualquer cidadão inglês! *

*Admirados com este achado, os mesmos médicos prosseguindo com as suas pesquisas concluíram que a diferença dramática de saúde entre o povo inglês e os nativos em África se devia ao facto dos africanos comerem NOVENTA POR CENTO de ALIMENTOS RICOS em FIBRAS VEGETAIS, que não chegam a ser absorvidos no intestino e saem nas fezes praticamente intactos, aumentando assim o volume fecal, evitando portanto a prisão de ventre! *
*Nos últimos anos mais de mil especialistas em todo o mundo têm publicado artigos em jornais e revistas médicas sobre as observações da equipa médica do Dr. Burkitt, CONFIRMANDO que os alimentos melhores para a nossa saúde são aqueles que têm mais fibras vegetais não-reabsorvíveis e que nos obrigam a visitar mais vezes a retrete.... Eu tive oportunidade de ouvir uma conferência sobre este assunto pelo Dr. Burkitt, há vários anos, no Hospital de Roger Williams, em Providence, Rhode Island, na qual o famoso médico usou esta frase bombástica:"É MAIS IMPORTANTE SABERMOS O VOLUME DAS FESES DIÁRIA DUMA PESSOA DO QUE O VALOR DO SEU AÇÚCAR OU DO SEU COLESTEROL!"*

*BENEFÍCIOS ** DO CALDO VERDE *

*Para apreciarmos as maravilhosas qualidades do caldo verde temos que primeiro analisar o nosso aparelho digestivo. Qual é o comprimento do nosso tubo digestivo? Qual é a distância que vai da boca até ao ânus?

Resposta: O comprimento do nosso tubo digestivo é quase SETE vezes a altura de cada pessoa! Deste modo se um homem tem de altura um metro e meio, o seu tubo digestivo possui DEZ METROS de comprimento! É igual à mangueira de regar o quintal!... *

*Agora compreendemos melhor porque é que a Natureza exige que a nossa alimentação contenha 90 por cento de alimentos com fibras vegetais que não sejam reabsorvidas. É preciso que a nossa alimentação contenha substâncias que não desapareçam, que não sejam reabsorvidas, no percurso do tubo digestivo, porque de contrário não chegará nada ao fim do canal que tem em média mais de dez metros de comprimento...*

*Analisemos agora o conteúdo do caldo verde:*

*COUVES - As couves são a parte mais importante do caldo verde porque são muito ricas em fibras não reabsorvíveis. Além disso as couves são muito
ricas em vitamina A e complexos B (tiamina, riboflavina e niacina). Possuem também cálcio, ferro, fósforo, potássio, mas têm poucas calorias.*

 

 *AZEITE -- O azeite deve ser português porque é muito rico em ácidos não-saturados que fazem baixar o colesterol mau.*

* BATATA -- serve para amaciar, tornar mais homogéneo o sabor do caldo verde e o seu valor calórico não está fora de ordem.*

*ÁGUA QUENTE -- A água quente do caldo verde é muito importante, porque faz funcionar muito melhor os sucos digestivos e os fermentos ou enzimas do aparelho digestivo. A água quente faz descontrair os esfíncteres ou válvulas do aparelho digestivo, estimula a contracção normal da vesícula biliar e relaxa o estômago e os intestinos delgado e grosso, tornando a nossa digestão agradável e saudável. *

*SAL-- Não deve ser exagerado. Só o preciso!*

*CHOURIÇO -- O chouriço - para ser cortado às rodelas e pôr no caldo verde

-- deve ser cozido à parte para se deitar fora a água porque esta contem os produtos cancerígenos do chouriço devido ao processo de ter sido defumado.*

*BROA -- A broa deve ser à moda portuguesa feita com o farelo e farinha de milho como se coze na nossa terra.*

*Quem comer uma malga de caldo verde todos os dias não tem prisão de ventre!

Quem não tem prisão de ventre não tem hemorróidas! Por outro lado uma pessoa fazendo as suas necessidades diariamente, o fígado é obrigado a produzir mais bílis e a vesícula a expelir mais sais biliares para untar a tripa por dentro para que os alimentos deslizem melhor. Deste modo saindo mais bílis (rica em colesterol) para o exterior através das fezes, dá-se uma baixa de colesterol no sangue, diminuindo os riscos de ataques cardíacos e de pedras da vesícula (compostas por colesterol)! O caldo verde faz também com que a pessoa emagreça e se torne mais saudável e mais feliz.*

*CANCRO DO CÓLON*

 

*Tem-se verificado uma relação directa entre a prisão de ventre e o cancro do cólon ou do intestino grosso. Porquê? Porque quando há prisão de ventre as fezes ficam paradas no intestino grosso, ou cólon e assim os produtos tóxicos contidos nas FEZES RETIDAS bombardeiam as células da mucosa intestinal de tal maneira que com a REPETIÇÃO deste processo desencadeia-se o princípio do cancro do cólon ou do intestino grosso que é uma doença terrível! *

*Como contra prova dos estudos que a equipa do Dr. Burkitt observou em África, deram-se aos nativos africanos dietas iguais à que os ingleses e americanos usam com McDonalds, "ice cream" ou sorvetes, pizzas, lasanhas, batatas fritas, etc. Inverteu-se a dieta: em vez de 90 % de dieta com vegetais os nativos africanos passaram a ter uma dieta de SÓ DEZ por cento de vegetais. Resultados: Os nativos começaram a engordar, o colesterol começou a subir, passaram a ter prisão de ventre e a desenvolver hemorróidas como os ingleses e os americanos!*

*Parece incrível, mas é verdade! No fim do século XX são os povos primitivos a ensinar ao homem civilizado, ao homem dos produtos sintéticos e das pastilhas qual é a alimentação mais saudável! *

*Há mais de 40 anos visitei as Termas de Melgaço no Norte de Portugal. Estas termas são especialmente dedicadas a doentes diabéticos, cardíacos e renais. Observei então que fazia parte do tratamento obrigatório, a todas as refeições diárias, um grande prato de caldo verde. E todo o doente que quisesse comer fora das três refeições só podia comer mais outro prato de caldo verde! O certo é que todos os doentes melhoravam das suas enfermidades!*

*Ainda hoje em Coimbra quando os estudantes fazem uma farra ou há uma reunião de curso e se come e se bebe exageradamente... Depois duma bela guitarrada, à meia noite, serve-se sempre um caldo verde

-- bem quente

-- para "limpar e acalmar as entranhas"... Quando tiver uma festa grande em sua casa faça o mesmo: ofereça aos seus convidados um caldo verde para despedida e para terem boa viajem!... *

*RECEITA DO CALDO VERDE À MODA DE VALENÇA DO MINHO*

*Dois litros de água; 4 colheres de sopa de azeite português; 750 gramas de batatas; 1 ou 2 couves galegas conforme o tamanho; sal; 1 chouriço (cozido à parte); broa.*

*TÉCNICA: Deita-se a água numa panela com o azeite e as batatas descascadas cortadas em 4 pedaços. Põe-se sal quanto baste e deixa-se ferver. Quando as batatas estiverem cozidas, tiram-se e passam-se por um passador. Voltam à panela para apurar. Entretanto cortam-se as couves em tiras o mais fino possível. Lavam-se e deitam-se na panela QUINZE minutos antes da sopa ser servida, deixando a panela ferver DESTAPADA. Serve-se o caldo verde em tigelas de barro, com uma rodela de chouriço e um bocadinho de broa.*

*Como já se encontram à venda na Nova Inglaterra as deliciosas sardinhas portuguesas congeladas, pode ser que algum dia algum comerciante se lembre de fazer coisa semelhante e nos mande as couves galegas já cortadas às tirinhas em caixinhas congeladas, prontas a meter na panela, para saborearmos, mesmo durante o Inverno severo na América, o nosso genuíno caldo verde! *

" Ser feliz é fazer os outros felizes..."

 

 



Publicado por bcmantunes às 00:01 | link do post | deixe comentário | ver comentários (4)

Domingo, 24.07.11

 

Jáfumega, é uma Banda dos anos 80 com uma produção de música muito agradável de ouvir desta simpática Banda. Como os mese de Julho, Agosto e Setembro são meses de festas nas Aldeias e não só de todo o País, Lembrei-me de recordá-los publicando neste blog o video de Romaria.

 

  

Nunca é demais lembrar que nos dia 29, 30 e 31 de Julho de 2011, se vão realizar os festejos, em Foz da Moura, em honra de S. Francisco de Assis.

- Programa dos festejos de acordo com o cartaz divulgado.

Para o dia 29 6ª feira:

Às 9h - Abertura das festividades com música de aparelhagem;

Às 21h30 - Procissão de velas, seguida da abertura de quermesse;

Às 22h - Actuação do Grupo de Baile  BANDA K.

Para o dia 30 sábado:

Às 9h - Arruada pela  Sociedade de Recreio Filarmónica Avoense;

Às 13h30 - Missa em nonra de S. Francisco de Assis, seguida de Procissão e Leilão de Oferendas;

Às 15h - Actuação do  Rancho Os Malmequeres de Cerdeira;

Às 22h - Baile abrilhantado pelo conjunto  Novo Ritmo;

- Durante o baile serão entregues os Prémios do Sorteio.

Para o dia 31 domingo:

Às 13h - Almoço Convívio (Sardinha e outros);

Às 15h - Actuação do  Grupo de Cantares As Cotovias do Alvoco.

 

Haverá Serviço de Bar Permanente com bifannas e caldo verde.

 

JUNTE-SE A NÓS!

 

 



Publicado por bcmantunes às 17:13 | link do post | deixe comentário | ver comentários (2)

.mais sobre mim
.Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Artigos Recentes

. Festa de São Francisco de...

. Marina de Cascais Acolhe ...

. Cascais!

. Olhando a Baía de Cascais...

. Tenho Duas Notícias! Uma ...

. Nos Meus Passeios Ciclotu...

. Árvores Nossas Amigas e d...

. Amoras Silvestres, Serra ...

. Baía de Cascais

. Se Cuidarmos do que Neces...

. Frutos Tropicais

. Avô e Suas Varandas - Mir...

. Estoril, Malveira da Serr...

. O Caldo Verde

. Julho, Agosto, Setembro -...

.arquivos
.Tags

. aves(6)

. baía de cascais(2)

. cascais(4)

. cascais baía(2)

. eleições em pomares(2)

. estoril paredão(2)

. figos(2)

. foz da moura(3)

. gastronomia(7)

. madeiro de silvares(2)

. melros(3)

. monumentos(2)

. natal(4)

. natureza(2)

. ninhos(3)

. páscoa 2010 silvares(3)

. pomares(4)

. praia da poça(2)

. ruralidades(2)

. silvares fundão(7)

. todas as tags

.Visitas:

.links
.subscrever feeds
.algumas fotos: